Friday, September 23, 2005

EU REZO
PELOS FILHOS DOS MEUS AMIGOS
REZO PELOS MEUS FILHOS QUE VIRÃO
PELOS SEUS PAIS QUE ME TÊM COMO FILHO
VIVO, MORRO E REZO PELOS MEUS IRMÃOS

SEJAM ATEUS, JUDEUS OU COLORADOS
TENHO TODOS SEMPRE AO MEU LADO QUANDO PRECISO
DOS MEUS PECADOS SOU PERDOADO
QUANDO CEDO E PERDÔO MEUS INIMIGOS

EU JULGO
NÃO SER APTO A FAZER JULGAMENTOS
TENTO LEMBRAR O LIVRE-ARBÍTRIO
NÃO MACHUCAR É NÃO SER ATINGIDO
ACREDITO ESTAR CONDENADO
A BUSCAR PARA A VIDA UM SENTIDO

EU SONHO
QUE TUDO ISSO NÃO SEJA UTÓPICO
EM UM DIA SER MAIS DO QUE RICO
PERSEGUINDO UM SONHO INCANSSÁVEL
QUANDO TUDO PARECE PERDIDO

O MEU MUNDO, QUARTO DE ADOLESCENTE
PROCURO UMA ROTA, UM SENTIDO
UMA DROGA, UMA CANÇÃO OU REFÚGIO
UMA RAZÃO PRA SABER-SE ESTAR VIVO...
ESTAR CONECTADO À ALMA DO MUNDO.

Soundtrack: Earth, Wind and Fire - Let's Groove Tonight & Dido - Here With Me

2 comments:

Everton said...

Bem vindo de volta !

Anonymous said...

Olá Danni...
Este poema é essencialmente lírico...muito intenso e eu gostei muito dele...tu deverias musicá-lo...
beijos
Jaque